O Café não pode parar

Atualizado: Out 21

Voltei! Depois de uma pausa forçada pela pandemia, nosso blog está de volta! E, como o mundo mudou, eu também mudei algumas coisas.

Toda a experiência em descobrir novos cafés precisou que ser reformatada. Continuo em minha descoberta por novos grãos e cafeterias, mas agora conto muito mais com serviços delivery para isso, opção que une os cuidados com a saúde com o apoio às cafeterias. Por isso, por enquanto, os cafés permanecem saboreados em casa.


Pensei muito nesses meses sobre como continuar a publicação dos textos, a temática não precisava se limitar às cafeterias, já que o universo do café, além de fascinante e saboroso, é também vasto e rico em experiências e delicadezas.

Assim, para abrir esse novo ciclo, apresento o café transformado em arte pelo olhar sensível da Ilustradora Kemmy Fukita que traz um novo e curioso significado para os filtros de café.


Pegue sua xícara com um café bem quentinho e aproveite todos os tons e notas de sabor dessa entrevista.

Quem é a Kemmy? Como começou a ilustrar?

Sou uma típica libriana indecisa, apaixonada por café e arte! Desde pequena, sempre gostei de me expressar com desenhos, e não parei até hoje. Gosto muito de me inspirar em coisas do meu próprio cotidiano: materiais rústicos, músicas e pequenos detalhes da natureza.

Como surgiu a ideia de fazer ilustrações em filtros de papel?

Antes de ilustrar nos filtros de café, eu já experimentava algumas superfícies diferentes, como pratinhos de papelão e hashi... mas foi em 2015,observando minha mãe fazer café, que tive a ideia de ilustrar nos filtros de papel. Lembro que na mesma época conheci a página ‘’Eu Me Chamo Antônio’’, na qual o artista faz poesias em guardanapos, o que acabou sendo uma inspiração a mais para transmitir minha arte neste material que sempre era descartado.

Há quanto tempo faz esse tipo de arte?

Ilustro em filtros de café desde 2015, quando criei a página pelo Facebook. Depois de um tempo, também fiz a conta no Instagram.


Como é feito o processo? Você reutiliza o filtro após passar o café?

Sim, todos os filtros que uso são reutilizados. Começo pelo preparo do café sem o uso do açúcar e, logo após é feita a separação, limpeza e secagem do filtro. Para limpeza é retirado apenas o excesso da borra de café. Finalizo com o uso da água e deixo em alguma superfície lisa para secar naturalmente. Depois disso, o filtro está pronto para ser reutilizado.

Você faz ilustrações em mais algum material utilizado no universo do café?

Além dos filtros, também utilizo para o processo de pintura o café solúvel, poie ele pigmenta de maneira mais forte que o café comum e, assim, consigo fazer diversas camadas, além do aroma que fica durante a produção da arte. Para composição das artes, também utilizo canetas nanquim e tintas guache.


Você costuma beber muito café para se inspirar?

Sim, todos aqui em casa são “viciados” em café e beber esse líquido tão precioso durante o processo da pintura me ajuda muito na criação e inspiração.

Você gosta de fazer seu próprio café? Tem algum método em especial?

No momento estou mais na parte teórica sobre estudos de cafés artesanais. Eu não tinha ideia do quanto esse universo é imenso de possibilidades e, cada vez mais, quero poder experimentar e o utilizar como inspiração para as minhas criações.

Quais planos para o futuro dos filtros?

No momento estou nos últimos preparativos para montar minha lojinha virtual, e estou criando uma coleção de filtros inspirados em um ‘’cafezal mágico’’, no qual desejo representar figuras e personagens dentro deste universo. Além dessa coleção, terei a opção de encomendas de filtros emoldurados.


NOTA: Para a produção das fotos desse post, Kemmy me enviou essas peças lindas direto do Paraná. Foi um grande prazer fotografá-las com o meu olhar e um grande desafio pensar em como produzir tudo em casa, mas unir o café com a fotografia e ilustração foi delicioso, como provar um bom café especial.

Para conhecer mais o lindo trabalho da Kemmy, siga os perfis dela:

Instagram: @no.filtro Facebook: fb.me/nofiltro

Razão Social: Priscila de Oliveira Furuli - CNPJ: 17.543.219/0001-30 - São Paulo - SP

© 2020 Todos os direitos reservados. Proibido reprodução total ou parcial do conteúdo.
Desenvolvido por Rosy Gonzalez